HISTÓRIA DAS CIDADES DO SERIDÓ

História de São Vicente / RN


São Vicente (RN) - Praça Métódio Fernandes

HISTÓRIA DE SÃO VICENTE / RN
"A frondosa quixabeira"

O território localizado na região serrana próxima ao Rio Luíza era incialmente chamado de Saco da Luíza. Segundo o historiador Luís da Câmara Cascudo, no livro Nomes da Terra, a denominação Luíza se devia à lembrança de uma velha índia da tribo Cariri, que recebeu batismo cristão com esse nome, vindo a falecer no início do século XVIII.

Após, o recebimento de grande sesmaria, no dia 9 de janeiro de 1717, compreendendo toda a área do Riacho de Olho D’água das Pedras, Serra Quinquê e parte do Riacho das Milhardas dos Gentios, tinha início o esforço para a exploração da região do Seridó. Nesse período começaram a surgir as primeiras e esparsas moradias, e pequenas lavouras, na área situada às margens do Rio da Luíza.

No ano de 1756, segundo informa a Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, o proprietário pioneiro de Florânia, Cosme de Abreu Maciel, era dono de terras nas circunvizinhanças do Riacho da Luíza.

Entretanto, o povoado veio surgir realmente a partir da iniciativa de Joaquim Adelino de Medeiros, pioneiro considerado fundador da localidade, mas conhecido como Seu Cocó. Vindo das terras da Conceição do Azevedo, posteriormente Jardim do Seridó, Seu Cocó instalou-se na região e implantou uma fazenda de gado e plantações de lavouras. Com a decisão de Seu Cocó, no ano de 1890, de doar parte de suas terras para a instalação do povoado, nasceu o núcleo populacional. O princípio do povoado foi a frondosa árvore Quixabeira que oferecia, todos os sábados, agradável sombra para a realização das feiras livres que atraíam pessoas de todas as partes da região.

Em 1898, foi construída, também nas terras doadas por Joaquim Adelino, capela em homenagem a São Vicente.
No dia 31 de outubro de 1938, através do Decreto Estadual n° 603, o povoado foi elevado à condição de distrito do município de Florânia, com o nome de São Vicente. O Decreto-Lei n° 268, de 30 de dezembro de 1943, mudou o nome do distrito para Luíza, denominação inicial da localidade. Mas, cinco anos depois, em 23 de dezembro de 1948, de acordo com a Lei Estadual n° 146, a localidade retomou o nome de São Vicente.

No dia 11 de dezembro de 1953, pela Lei n° 1.030, sancionada pelo então Governador do Estado, Dr. Sylvio Piza Pedrosa, São Vicente desmembrou-se de Florânia, tornando-se município.

São Vicente é um município no estado do Rio Grande do Norte (Brasil), localizado na região do Seridó potiguar.

INFORMAÇÕES GERAIS
São Vicente / RN


Conhecido(a): "Quixabeira".

Emancipação: 11 de dezembro de 1953
Região do estado: Seridó potiguar
Gentílico: são-vicentense

Área: 197,817 km² (IBGE)

(População no último censo)

População: 6.028 – IBGE/2010
No Estado: 98º - (De 167 municípios do RN)
Densidade demográfica: 30,47 hab./km²

Altitude: 323 m (sede municipal)
Latitude: -6.2166177
Longitude: -36.68208629

Clima: Semiárido
Fuso horário: UTC−3
Distância até a capital: (209 km) via BR-226*

(* A Distância entre duas cidades é calculada de centro a centro de cada cidade)

MAPA DA REGIÃO DO SERIDÓ - SÃO VICENTE / RN
Clique no mapa para ampliar imagem. (1117 x 827)


Mapa da Região do Seridó - Município de São Vicente / RN

ACESSE TAMBÉM
› PAISAGENS DO SERIDÓ

História de São Vicente / RN
Mapa: OpenBrasil.org
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org
Fonte: Livro Terras potiguares - Marcus César Cavalcanti de Morais.

História das cidades do Seridó potiguar - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas