História das cidades do Seridó potiguar: Apresentação - Região do Seridó potiguar

Apresentação - Região do Seridó potiguar

Vaqueiros do sertão do Seridó - Foto: Carla Belke

A região do Seridó Potiguar é um vasto trecho do território do estado do Rio Grande do Norte, atravessado e cortado pelo Rio Seridó e seus afluentes e pela Serra de Santana e suas ramificações. Tem uma extensão territorial de 10.808,615 Km², é composto por vinte e cinco municípios: Acari, Bodó, Caicó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Currais Novos, Equador, Florânia, Ipueira, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Jucurutu, Lagoa Nova, Ouro Branco, Parelhas, Santana do Seridó, Santana do Matos, São Fernando, São João do Sabugi, São José do Seridó, São Vicente, Serra Negra do Norte, Tenente Laurentino Cruz e Timbaúba dos Batistas.

Sua paisagem é constituída por um ecossistema de vegetação única no nosso planeta: a caatinga, com clima semi-árido e serrano.
Com sítios arqueológicos que registram a presença do homem pré-histórico, através de enigmáticas inscrições rupestres.

Fazem parte do pólo "Roteiro Seridó" que ganhou o primeiro lugar na categoria “Roteiro Turístico” do programa de regionalização do turismo do Ministério do turismo.

O povoamento da região começou logo após o fim da Guerra dos Bárbaros (1687 a 1697).

As primeiras terras concedidas na região são registradas nos livros da Capitania do Rio Grande são de 1676 e referem-se exatamente à Acauã (hoje Acari).

A emancipação do Seridó foi feita em 31 de Julho de 1788, por alvará que criou o município com denominação de Vila Nova do Príncipe (hoje Caicó).

Mapa da região do Seridó Potiguar
Clique no mapa para ampliar imagem. (1117 x 827)
Acesse também:
HISTÓRIA DO SERIDÓ
SECAS DO SERIDÓ
Mapa: OpenBrasil.org
Fonte: História do Seridó

História das cidades do Seridó potiguar - OpenBrasil.org
Próxima página